Antonina

Ruínas do velho mercado

Quisque vitae augue vel risus pretium vestibulum. Ut erat est, dictum sit amet bibendum et, bibendum nec magna. Nullam id laoreet magna. Proin ac turpis vel sem congue egestas vitae vitae neque. Praesent facilisis aliquet dolor, sed ultricies risus ullamcorper tincidunt. Sed urna augue, aliquet non ullamcorper sit amet, auctor ac tortor. Donec consequat euismod velit, sit amet hendrerit tortor venenatis eu.

Ruínas do setor histórico

Toda a região central de Antonina conta com ruínas de edificações que atestam o seu esplendor de outrora. Normalmente constando de fachadas, são restos de casas e casarões que oferecem ao observador mais atento a oportunidade de verificação in loco dos materiais e técnicas utilizados na época de sua construção. Dentre as diversas ruínas, destacam-se: O antigo Clube Ipiranga, o antigo Sobrado, a antiga Agência de Rendas, Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados, Ruínas da Usina do Cacatu e Ruínas da Usina Bairro Alto (Usina da Cotia).

Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados

Localizado na Rua Marquês do Herval, s/n.

  • Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados
  • Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados
  • Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados
  • Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados
  • Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados
  • Armazém de Erva-Mate e Secos e Molhados

Usina Hidrelétrica de Cotia - Ruínas

As ruínas da Casa de Força da Usina Hidrelétrica Cotia, localizada no Bairro Alto, no município de Antonina é conhecida pelos amantes do Rafting no Rio Cachoeira, cujo ponto de partida desse esporte tem início próximo a essa ruína.
Esta usina foi construída para operar no regime de fio de água, tendo um grande reservatório de compensação hoje abandonado e totalmente vazio deu lugar para a vegetação natural que tomou conta ao longo dos anos.
A Usina Hidrelétrica de Cotia foi construída para aproveitamento do potencial hidráulico da bacia hidrográfica do Rio Cachoeira, mas esta usina operou por apenas oito anos apenas, sendo desativada na década de 60, na época em que se dava início a construção da atual Usina Hidrelétrica Governador Pedro Viriato Parigot de Souza.
Segundo a bibliografia existente e publicada na página 225 do Livro A Conquista da Serra do Mar de autoria do Sr. Rubens R. Habitzreuter, apaixonado pela Serra do Mar, a Usina Hidrelétrica de Cotia fazia parte do Sistema Hidroelétrico do Litoral.
Em visita as ruínas da usina foram possíveis fazer registros fotográficos onde se documentam a existência de barragens e represas que adotam o sistema de transposição de rios (Sacy, Cotia e Conceição) numa mesma bacia hidrográfica.
As fotos documentam longas estruturas de concreto abandonadas na mata e tubulações de concreto muitas destruídas pela ação do tempo, encontra-se também reservatórios com vazamentos de água pelas vias de acesso construídas no período de construção da Hidrelétrica Cotia.
No enorme reservatório de compensação conhecido na região como “piscina de elefante” se observa nessas ruínas os sinais das comportas e saída de água em dupla tubulação que descia até a Casa de Máquinas da hidrelétrica.
Não dá para entender como um empreendimento desta natureza foi se transformar uma casa de força em ruínas e esqueletos de concreto que suportaram no passado condutos forçados em diversos pontos de acesso.
O passeio é maravilhoso, o acesso é muito difícil e exigem caminhada de longos trechos, muitos deles com mato fechado e com sinais de pegadas de animais, é muito comum encontrar cobras venenosas e outros animais peçonhentos nativos daquela região, fique muito atento por onde pisa! Mas vale a pena o sacrifício para conhecer essas ruínas e como recompensa nada melhor que um bom banho de cachoeira no Rio Sacy.
Só tivemos condições de conhecer melhor esse empreendimento abandonado e transformado em ruínas, graças ao conhecimento de duas pessoas que nos guiaram em todo percurso, por isso agradecemos a Gustavo Stocco Conforto e José Leonardo Mendes que foram incansáveis como guia e como amigo para que obtivéssemos sucesso nessa matéria.
Para mais informações sobre o local de visitação recomendamos que façam contato por e-mail antes de aventurar uma visita sem nenhuma orientação.

Gustavo Stocco Conforto – gustavo_ogrego@hotmail.com

José Leonardo Mendes – jose_leo_m@yahoo.com.br

O antigo Sobrado

Localizado na Rua Antonio Prado, em frente ao Mercado Municipal.

Usina do Cacatu

Localizado no Bairro Alto, as ruínas de uma usina de beneficiamento de celulose, cujo funcionamento atual destina-se ao fornecimento de energia elétrica à comunidade local.