Morretes

Parque Estadual do Pico do Marumbi

Criado em 1990 e com 2.340,00 hectares, o Parque Estadual do Pico do Marumbi resguarda aspectos significativos da Floresta Atlântica Brasileira. Abriga em seu território o Conjunto Marumbi, que tem como ponto culminante o Olimpo. A beleza natural do local faz do Marumbi um dos principais destinos turísticos do Paraná, revelando em formas incríveis a harmonia entre a natureza e o homem: a majestosa imponência do Pico do Marumbi, as flores que enfeitam as trilhas, a pureza do ar e a indescritível beleza da paisagem local. Estimulante para a prática de esportes de aventura como o montanhismo técnicas e caminhadas. O Parque possui vários ecossistemas da Floresta Ombrófila Densa (Floresta Atlântica), caracterizado por Submontana, Montana e Alto Montana, bem como Vegetação Rupestre e Campos de Altitude. Até o ano de 1941 o pico do Marumbi era considerado o ponto culminante do Estado do Paraná e assim constava em todos os mapas da época. Sua altitude de 1800 m foi reduzida por Reinard Maack para 1547 m e, em 1992, Paulo Krelling fixou-a em 1539 m, metragem obtida pela geodesia satelitar. Sua culminância e situação geográfica próxima às rotas coloniais sempre fascinaram e despertaram o interesse na sua escalada, que aconteceu em 21 de agosto de 1879, por Joaquim Olímpio de Miranda (1842-1912), mais conhecido por Carmeliano, acompanhado de Bento Manuel de Leão, Antônio Silva e Antônio Messia. Este feito inaugurou o montanhismo esportivo. Até a sua morte, Joaquim conduziu todas as escaladas ao Marumbi. Em agosto de 1880 é levada a efeito a segunda subida e que mereceu divulgação nos meios de comunicação, cujo texto podemos saborear na Choreographia do Paraná editado por Sebastião Paraná e escrito por um dos participantes da expedição, Antônio Ribeiro de Macedo, e que esclarece a razão da alteração toponímia:
"Em honra ao nome do primeiro descobridor, e por analogia ao monte que a mitologia dá como morada dos deuses, demos a este morro o nome de Olimpo".
A freqüência cada vez maior ao Pico do Marumbi motivou que em 1928 o historiador Romário Martins criasse o neologismo Marumbinismo, tornando-se década de 1950 sinônimo de alpinismo. A primeira cruz erguida no pico foi por iniciativa do morretense Roberto França, em 1934, ocasião da celebração da primeira missa neste local. Em 25 de julho de 1986 a Serra do Mar foi toda tombada na sua porção paranaense. No dia 24 de setembro de 1990 através do Decreto n. º 7.300 foi criado o Parque Estadual Pico do Marumbi, e cuja inauguração aconteceu no Dia Mundial do Meio Ambiente fixado Internacionalmente em 05 de Junho.

  • Parque Estadual do Pico do Marumbi
  • Parque Estadual do Pico do Marumbi

Parque Nacional Saint Hilaire/Lange

Este parque de nome complexo é, na verdade, uma homenagem ao naturalista e botânico francês Saint Hilaire e ao ambientalista e biólogo Roberto Ribas Lange. O parque é muito mais conhecido por Serra da Prata e a trilha para se atingir o cume da Torre da Prata pode durar de 6 a 10 horas, dependendo do preparo e dos erros de percurso. Partindo do nível do mar, a subida é longa e repleta de obstáculos. A caminhada é árdua, pois para vencer os 1502 metros de altitude, você sobe um metro a cada passo, é subida que não acaba mais. É recomendável consultar pessoas que realmente conhecem esses percursos para avaliar a sua capacitação antes de assumir esse desafio. A partir do dia 11 de março de 2011 em face das fotes chuvas e enchentes os deslizamentos de materias provenientes da esncosta da Serra da Prata, modificou profundamente os acessos. É bom certificar-se destes fatos antes de aventurar uma ataque.

  • Serra da Prata Intacta
  • Torre da Prata
  • Vista da Serra da Prata
  • Vista da Serra da Prata
  • Vista da Serra da Prata